Pernambuco: O que fazer em Porto de Galinhas?

Sol, areia, um exuberante mar azul e muita natureza. Assim é a famosa praia de Porto de Galinhas, no litoral sul de Pernambuco, a 40 minutos da capital Recife.

Com suas piscinas naturais, o lugar já foi eleito uma das praias mais bonitas do mundo.

Além de curtir as belezas da natureza, esportes náuticos e roteiros de aventuras, você poderá conferir uma diversificada gastronomia, rica em peixes, frutos do mar e na culinária nordestina.

Primeiro ponto: entenda que Porto de Galinhas é uma praia, no município de Ipojuca. Mas perto dela existem diversas outras: Muro Alto, Cupe, Maracaípe e Pontal de Maracaípe são as principais.

Todas ficam a alguns minutos de Porto de Galinhas e é possível conhecê-las pegando um taxi, mototaxi ou alugando um buggy – com motorista.

Alugar um carro para o tempo em que você for ficar por lá é também uma boa opção. Porto de Galinhas A primeira parada não pode ser outra: a praia de Porto de Galinhas, propriamente dita.

Para fazer o famoso passeio de jangada e conhecer as piscinas naturais, é importante consultar a tábua das marés – hotéis, motoristas de taxi ou dos buggys e operadoras de turismo geralmente poderão lhe informar o melhor horário para a visitação.

Às vezes é logo pela manhã, cedinho. No passeio, a primeira parada da jangada é em um grande recife, onde é possível descer e caminhar sobre ele.

Lá você confere pequenas piscinas, que abrigam alguns pequenos peixes, e pode observar o mapa do Brasil – uma dessas piscinas no arrecife formou naturalmente o desenho do Brasil.

Próxima parada: a jangada ancora nas piscinas naturais, formadas pelos corais e bancos de areia. Existem algumas bem rasinhas, com um metro de profundidade.

São perfeitas para um banho tranquilo em águas mornas. E dá pra ver muitos peixes. Mas existem ainda outras piscinas mais profundas – algumas com até oito metros.

Essas são perfeitas para a prática de mergulho sem cilindro, uma excelente oportunidade para observar as cores e variedades dos corais e peixes.

Os jangadeiros emprestam máscaras de mergulho para quem não levou. Na volta você pode curtir a boa estrutura de bares e restaurantes que existe em frente à praia.

Muro Alto Bem próxima ao Porto de Suape, a grande atração de Muro Alto é que durante a maré baixa a praia toda se transforma numa imensa piscina natural.

A barreira de recifes contém o mar e é possível banhar-se em água cristalina, calma e morna. Mas para isso também é preciso ficar atento à tábua das marés.

Não deixe de se informar. Também dá pra mergulhar e chegar próximo aos corais. Outra dica: a praia calma e sem ondas é perfeita para esportes como windsurfe, kitesurf, remo ou stand up padle.

O lugar possui muitos hotéis e o acesso é meio escondido, por estrada de terra. Para chegar lá a melhor opção é contratar um buggy.

Pontal de Maracaípe O passeio em Pontal de Maracaípe é uma bela oportunidade de conexão com a natureza.

Navegando de jangada pelo rio Maracaípe, você conhece o manguezal – com direito à uma parada para ver os cavalos marinhos.

Os jangadeiros encostam em uma das praias à beira do rio, capturam o animal em potes de vidro e depois os devolvem.

O passeio segue por uma bela paisagem até o estonteante encontro do rio com o mar.

É possível parar para tomar banho de rio e para se hidratar ou tomar aquela cervejinha, até os serviços de um bar estão disponíveis em uma jangada. Maracaípe Maracaípe é o point do surf.

Águas agitadas e ondas com boa formação atraem a turma do surf. Ela é uma das praias mais extensas da região e possui diversos pontos para cair na água com a sua prancha.

Possui também boa estrutura de bares e restaurantes nas proximidades. Em algumas partes os bares ficam bem próximos à areia, mas há grandes trechos de areia e mar, sem bares.

Centrinho Bem próximo a todas essas praias está o chamado “Centrinho”, ou a vila, como chamam alguns.

É um grande calçadão onde estão os restaurantes, bares, mercadinhos e diversas lojas onde se pode comprar lembrancinhas, artesanato, roupas de banho – e iguarias pernambucanas, como a cachaça e o bolo de rolo.

O calçadão termina em frente à praia de Porto de Galinhas. As lojas funcionam pelo dia, mas no horário comercial você deverá estar curtindo as praias.

Por isso o comércio permanece aberto até às 23 horas, praticamente todos os dias. Ou seja, o Centrinho é um lugar para passear a noite: comprar lembranças, comer ou curtir um barzinho.

No fim de semana rola até uma balada, que começa tarde, num pub – que muitas vezes toca forró.

Para comer, as opções são muito diversificadas, para todos os gostos e bolsos: restaurantes à quilo, buffets com preços bem atrativos, rodízio de churrasco, pizzas, comida mexicana, crepes e a tradicional tapioca.

Mas existem opções para quem não abre mão de uma culinária mais requintada (confira abaixo nossa avaliação sobre o restaurante Beijupirá).

Beijupirá Com uma cozinha “criativa e bem humorada” o restaurante Beijupirá é o melhor e mais tradicional de Porto de Galinhas.

Alta gastronomia, revisitando pratos tradicionais da culinária nordestina e valorizando as frutas, peixes e frutos do mar – destaque para as lagostas.

Possui ainda uma excelente carta de vinhos e boas opções de cervejas. Prefira ir para jantar. O ambiente é muito aconchegante, um clima de praia, à meia luz.

Conchas e cortinas se misturam num lugar rústico, com artesanato, barro e palha, o que deixa o local romântico e despojado – mas com um toque de capricho e sofisticação.

O Beijupirá foi eleito o melhor restaurante do Brasil (revista Melhor Viagem) e é o único restaurante estrelado de Porto de Galinhas, no Guia 4 rodas, além de diversas citações em revistas e sites especializados em turismo.

Possui filiais em Olinda, Alagoas, Praia dos Carneiros e Fernando de Noronha. É possível também comprar os famosos pratos de boa lembrança, coloridos e belíssimos, sempre muito procurados.


Avaliações e Comentários

NESTE ROTEIRO VOCÊ ENCONTRA

O que comer?

Empanadas Porteñas

Recife, Pernambuco a partir de R$ 5,00
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
VER OFERTA